CoDAS
https://codas.org.br/article/doi/10.1590/2317-1782/20202019060
CoDAS
Artigo Original

Protocol of nursing care in hospitalized dysphagic patients  

Protocolo de cuidado de enfermagem no paciente disfágico hospitalizado

Suelem Frian Couto Dias; Gisella de Carvalho Queluci; Amanda Ribeiro Mendonça; Vinicius Rodrigues de Souza

Downloads: 0
Views: 351

Abstract

ABSTRACT Purpose: To investigate nursing care for patients hospitalized with oropharyngeal dysphagia. Method: This is a descriptive study of a qualitative approach, developed during the year 2017, in a Public hospital in Rio de Janeiro that offers a nursing residency program. The sample consisted of 17 nursing residents who work in the care of dysphagic patients. Data collection was realized by applying the problem-based learning methodology and data were analyzed according to the content analysis technique. Results: The data analysis allowed for the identification of the main aspects of nursing care in the patient hospitalized with oropharyngeal dysphagia and the elaboration of a nursing care protocol for the patient, based on a discussion of thematic categories. Conclusion: This study allowed for the identification of the relevant nursing care for the patient hospitalized with oropharyngeal dysphagia, which could provide assistance for nurses, thereby improving the quality of care and safety of the service provided for hospitalized patients.

Keywords

Speech, Language and Hearing Science, Nursing, Deglutition Disorders, Problem-Based Learning, Teaching

Resumo

RESUMO Objetivos: investigar os cuidados de enfermagem para o paciente hospitalizado com disfagia orofaríngea. Método: trata-se de estudo descritivo de abordagem qualitativa, desenvolvido durante o ano de 2017, em um Hospital da rede pública do Rio de Janeiro que oferece programa de residência em enfermagem. A amostra foi constituída por 17 residentes de enfermagem que atuam na assistência a pacientes disfágicos. A coleta de dados foi embasada nas etapas da metodologia da aprendizagem baseada em problemas e foram analisados segundo a técnica de análise de conteúdo. Resultados: a análise dos dados permitiu identificar os principais cuidados de enfermagem no paciente hospitalizado com disfagia orofaríngea e a elaboração de um protocolo de cuidados de enfermagem no paciente hospitalizado disfágico a partir da discussão das categorias temáticas. Conclusão: este estudo promoveu a identificação dos principais cuidados de enfermagem no paciente hospitalizado com disfagia orofaríngea, podendo, dessa forma, fornecer subsídios para a atuação de enfermeiros, melhorando assim a qualidade da assistência e segurança do serviço prestado aos pacientes hospitalizados.

Palavras-chave

Fonoaudiologia, Enfermagem, Transtornos de Deglutição, Aprendizado Baseado em Problemas, Ensino

Referências

Bassi D, Furkim AM, Silva CA, Coelho MS, Pacheco H, Rolim MRP, Alencar MLA de. Identificação de grupos de risco para disfagia orofaríngea em pacientes internados em um hospital universitário. CoDAS. 2014;26(1):17-27.

Oliveira ARS, Costa AGS, Morais HCC, Cavalcante TF, Lopes MVO, Araujo TL. Clinical factors predicting risk for aspiration and respiratory aspiration among patients with Stroke. Rev. Latino-Am. Enfermagem.. 2015;23(2):216-24.

Cioatto AK, Zanella NA. Conhecimento da enfermagem sobre assistência ao paciente disfágico no Hospital Regional do Sudoeste do Paraná. 2015;41(1):65-76.

Liu H, Shi Y, Shi Y, Hu R, Jiang H. Nursing management of post-stroke dysphagia in a tertiary hospital: a best practice implementation project. JBI Database System Rev Implement Rep. 2016;14(7):266-74.

Hines S, Wallace K, Crowe L, Finlayson K, Chang A, Pattie M. Identification and nursing management of dysphagia in individuals with acute neurological impairment (update). Int J Evid Based Health. 2011;9(2):148-50.

Fedder WN. Review of evidenced-based nursing protocols for dysphagia assessment. Stroke. 2017;48(2):99-101.

Rocha JS, Dias GF, Campanha NH, Baldani MH. O uso da aprendizagem baseada em problemas na Odontologia: uma revisão crítica da literatura. Rev ABENO. 2016;16(1):25-38.

Bardin L. Análise de conteúdo. 2011:1-13.

Nóbrega MML, Garcia TR. Perspectivas de incorporação da Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem (CIPE®) no Brasil. Rev. Bras. Enferm.. 2005;58(2):227-30.

Ferreira AM, Rocha EN, Lopes CT, Bachion MM, Lopes JL, Barros ALL. Diagnósticos de enfermagem em terapia intensiva: mapeamento cruzado e Taxonomia da NANDA-I. Rev. Bras. Enferm.. 2016;69(2):307-15.

Silva MSJ, Teixeira JB, Nóbrega MFB, Carvalho SMA. Diagnósticos de enfermagem identificados em pacientes transplantados renais de um hospital de ensino. Rev. Eletr. Enf.. 2009;11(2):309-17.

Ferreira AMS, Pierdevara L, Ventura IM, Gracias Amélia MB, Marques JMF, Reis MGM. Gugging Swallowing Screen: contributo para a validação cultural e linguística para o contexto português. Rev. Enf. Ref.. 2018:85-94.

Mororo DDS. Análise conceitual da gestão do cuidado em enfermagem no âmbito hospitalar. Acta paul. Enferm.. 2017;30(3):323-32.

Tuberculose. 2016.

Andrade MA. Comunicação no contexto hospitalar como estratégia para a segurança do cliente: Revisão integrativa. Revista Rede de Cuidados em Saúde. 2013;7(1):1-16.

Broca PV, Ferreira MA. Equipe de enfermagem e comunicação: contribuições para o cuidado de enfermagem. Rev. Bras. Enferm.. 2012;65(1):97-103.

Nogueira JWS, Rodrigues MCS. Comunicação efetiva no trabalho em equipe em saúde: um desafio para a segurança do paciente. Cogitare Enferm.. 2015;20(3):636-40.


Submetido em:
08/06/2018

Aceito em:
10/07/2019

5ef26e5c0e8825a757c092e0 codas Articles

CoDAS

Share this page
Page Sections