CoDAS
https://codas.org.br/article/doi/10.1590/2317-1782/20202018127
CoDAS
Artigo Original

Remediation program with automatized naming and reading for students with dyslexia: elaboration and clinical significance

Programa de remediação com a nomeação rápida e leitura para escolares com dislexia: elaboração e significância clínica

Bianca dos Santos; Simone Aparecida Capellini

Downloads: 0
Views: 457

Abstract

ABSTRACT Purpose: Elaborate a remediation program with rapid automatized naming and reading, as well as to verify the clinical significance of the elaborated program for students with dyslexia. Method: The study involved five students from 3rd to the 5th grade of elementary school, aged 8 to 12 years, of both genders, with an interdisciplinary diagnosis of dyslexia. All students were submitted to pre- and post-test application of metalinguistic skills and reading test, reading comprehension and rapid automatized naming test. Results: The analysis was performed using the JT method that allowed to verify positive or negative change and clinical significance in the post-testing. The results showed clinical significance in the tests of identification, syllable addition and combination, final and medial phoneme; in addition to nonwords repetition, real words and pseudowords reading, reading comprehension and rapid automatized naming test when comparing the pre- and post-testing. Conclusion: The elaborated program was efficient and applicable as an intervention instrument based on scientific evidence for students with dyslexia since it showed clinical significance for reading performance.

Keywords

Learning, Reading, Dyslexia, Intervention Study, Evaluation

Resumo

RESUMO Objetivo: Elaborar um programa de remediação com a nomeação rápida e leitura, bem como verificar a significância clínica da aplicação do programa elaborado em escolares com dislexia. Método: Participaram cinco sujeitos do terceiro ao quinto ano do ensino fundamental, com idade de 8 a 11 anos, de ambos os sexos, com diagnóstico interdisciplinar de dislexia. Todos os escolares foram submetidos na pré e pós-testagem à aplicação das provas de habilidades metalinguísticas e de leitura, compreensão de leitura e da prova de nomeação automática rápida. Resultados: A análise foi realizada pelo Método JT, que permitiu verificar se houve mudança positiva ou negativa e significância clínica na pós-testagem. Os resultados mostraram ter havido significância clínica nas provas de identificação; adição e combinação de sílaba, de fonema final e medial, além de repetição de não palavras, leitura de palavras reais e pseudopalavras, compreensão leitora, além de nomeação automática rápida quando comparada a pré com a pós-testagem. Conclusão: O programa elaborado mostrou-se eficaz e com aplicabilidade, podendo ser utilizado instrumento de intervenção baseada em evidência científica para escolares com dislexia, pois ocorreu significância clínica para o desempenho em leitura.

Palavras-chave

Aprendizagem, Leitura, Dislexia, Estudos de Intervenção, Avaliação

Referências

Capellini SA. Desempenho de escolares bons leitores, com dislexia e com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade em nomeação automática rápida. Rev Soc Bras Fonoaudiol. 2017;2(12):114-1199.

Navas ALG, Pinto JCBR, Delisa PRR. Avanços no conhecimento do processamento da fluência em leitura: da palavra ao texto. Rev Soc Bras Fonoaudiol. 2009;14(4):553-9.

Alves LM, Mariz VF, Bicalho CRD. Investigação das habilidades de memória e nomeação rápida em alunos do ensino fundamental. Fundação Guimarães Rosa. 2011.

Bexkens A, Wildenberg WP, Tijms J. Rapid Automatized Naming in Children with Dyslexia: Is Inhibitory Control Involved?. Dyslexia. 2015;21(3):212-34.

Reid G. Dyslexia: A practitioner's handbook. 2016.

Capellini SA Lanza S. Desempenho de escolares em consciência Fonológica, nomeação rápida, leitura e escrita. Pró-Fono R. Atual. Cient.. 2010;22(3):239-44.

Capellini AS, Conrado TBLC. Desempenho de escolares com e sem dificuldades de aprendizagem de ensino particular habilidade fonológica, nomeação rápida, leitura e escrita. Rev. CEFAC. 2009;11(2):183-93.

Wolff U. RAN as a predictor of reading skills, and vice versa: results from a randomised reading intervention. Ann. Of Dyslexia. 2014;64(2):151-65.

Capellini SA. Eficácia Terapêutica do Programa de Remediação Fonológica em Escolares com Dislexia do Desenvolvimento. Rev. Cefac. 2010;12(1):27-39.

Rudel MB. Rapid automatized naming (RAN): dyslexia differ differentiated from other learning disabilities. Neuropsychologia.v4. 1976;14(4):471-9.

Wolf M, Bowers PG. The double-deficit hypothesis for the developmental dyslexias. J Educ Psychol. 1999;91(3).

Cunha VLO, Capellini SA. PROHMELE - Provas de habilidades metalinguísticas e de leitura. 2009.

Santos BS, Capellini SA. ProNAR-LE - Programa de Remediação com a Nomeação Automática Rápida e Leitura. 2018.

Cunha VLO, Capellini SA. PROCOMLE - Protocolo de Avaliação da Compreensão de Leitura. 2014.

Jacobson NS, Truax P. Clinical significance: A statistical approach to defining meaningful change in psychotherapy research. J Consulting Clin Psychol. 1991;59(1):12-9.

Del Prette ZA, Del Prette A. Significância clínica e mudança confiável na avaliação de intervenções psicológicas. Psic: Teor e Pesq. 2008;24(4):105-14.

Maronesi LC. Analysis of an intervention directed to the development of balance and gross and fine motor coordination. Cad. Ter. Ocup.. 2015;23(2):273-84.

Wise EA. Statistical significance testing and clinical effectiveness studies. Psychotherapy. 2011;48(3):225.

Bont ML, Poelmans H, Blomert L. Deviant neurophysiological responses to phonological regularities in speech in dyslexic children. Neuropsychologia. 2007;45(7):1427-37.

Puolakanaho A. Developmental links of very early phonological and language skills to second grade reading outcomes: Strong to accuracy but only minor to fluency. Journal of Learning Disabilities. 2008;41(4):353-70.

Cheun GH. Speech Perception, Metalinguistic Awareness, Reading, and Vocabulary in Chinese-English Bilingual Children. Journal of Educational Psychology. 2010;102(2):367-80.

Xue J. The Stability of Literacy-Related Cognitive Contributions to Chinese Character Naming and Reading Fluency. Journal of Psycholinguistic Research. 2013;42:433-50.

Andrade OVCA, Prado PST, Capellini SA. Desenvolvimento de ferramentas pedagógicas para identificação de escolares de risco para a dislexia. Rev. Psicopedag. 2011;28(85):14-28.

Medina GBK, Souza FFD, Guimarães SRK. Funções executivas e leitura em crianças brasileiras com dislexia do desenvolvimento. Rev. psicopedag. 2018;35(107):168-79.

Rodriguez MLG, Gómez MCS, Garcia AC. Habilidades metalinguísticas en Educación Infantil. 2012.

Tenório SMPCP, Ávila CB. Processamento fonológico e desempenho escolar nas séries iniciais do ensino fundamental. Rev CEFAC. 2012;14(1):30-8.

Cardoso MAS, Silva MM, Pereira MMB. Consciência fonológica e a memória de trabalho de crianças com e sem dificuldades na alfabetização. CoDAS. 2013;25(20):110-4.

Silva ACF. A relação entre o desenvolvimento fonológico e aprendizagem inicial da escrita em diferentes contextos socioeducacionais. Rev. CEFAC. 2015;17(4):1115-31.


Submetido em:
18/06/2018

Aceito em:
30/06/2019

5ef2577a0e8825ac0bc092e0 codas Articles

CoDAS

Share this page
Page Sections